Wednesday, 28 July 2021

ABENÇOADA A SORTE DE SER-MÃE DAS CRIANÇAS-MUNDO | RETHINKING SUSTAINABLE GOALS

SÉRIE - RETHINKING SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
time-reading-barometer | 2 minutes 6 seconds | 420  words

conheci a Carolina quando ela ainda não existia. na verdade emprestei-lhe a minha barriga-mundo. coisa que só fiz a seres muito especiais como aos seus outros dois irmãos. barriga-mundo que enchi de água à temperatura certa só para lhe proporcionar mais conforto. durante nove meses atei-lhe um cordão ao umbigo para que ela nunca se perdesse de mim. findos os nove meses a Carolina saiu de dentro de mim porque já conseguia respirar ar pelos pulmões-mundo. nos primeiros tempos-mundo  ela chorava muito. acredito que acompanhava o-chorar do mundo. foram várias as vezes que ao observar o estado-mundo quase  me arrependi de a ter deixado sair. aos três anos, quando aconteceu ser eu a ter de a deixar pela primeira vez (por uma viajem de trabalho a Itália), ela pediu-me para lhe trazer uma nuvem. mandei o avião-mundo parar um-instante-mundo só para poder apanhar a nuvem mais macia. nuvem que lhe ofereci para que ela pudesse voar alto sobre o-mundo. nuvem que lhe permitiu ver coisas que eu ainda hoje não consigo ver no mundo. a Carolina cresceu e ensinou-me tanta coisa. ensinou-me que o-nascer e o-morrer não são processos que se vivem em dias separados, mas processos que se juntam todos os dias ao-acordar e ao-adormecer. ensinou-me que o budismo, o islamismo, o cristianismo, o judaísmo e o hinduísmo não são coisas zangadas, mas linguagens diferentes de entender a cultura da humanidade. ensinou-me que a-música não são ondas separadas (onda do clássico, onda do rock, onda do jazz,  onda do punk....), mas ondas de espírito que se completam no oceano de cada ser. ensinou-me que as ideias não tinham sido feitas para dividir as pessoas mas para potenciar o valor de cada pessoa. ensinou-me que não há necessidade de se ser o #1-mundo, mas de se ser sempre o-melhor-mundo. ensinou-me a não acreditar na força da gravidade dos outros, mas a acreditar em mim. contudo! ensinou-me a respeitar o-acreditar-dos-outros como se fosse o-meu-acreditar. ensinou-me que a-realidade não muda, mas que a minha responsabilidade-mundo muda a-realidade-mundo. ensinou-me que a tecnologia não foi feita para magoar a humanidade, mas para lhe conferir mais e melhor liberdade. abençoada a sorte de ser-mãe das crianças-mundo.

#ODS1 + #ODS2 + #ODS3 + #ODS#4 + #ODS5 + #ODS 6 + #ODS7 + #ODS8 + #ODS9 + #ODS10 + #ODS11 + #ODS12 +#ODS13 + #ODS14 + #ODS15 #ODS16 + #ODS17 OBRIGADO, A TODAS AS MÃES-MUNDO POR ABENÇOAREM MELHOR-MUNDO.