Thursday, 22 July 2021

O SENTIDO DA EMPATIA E A EXTRAORDINÁRIA IMPORTÂNCIA DE ENSINAR A VER, SENTINDO | BIGBANG THEORY TO BE


Objetivo: Ativar o sentido da empatia do aluno como valência de construção do seu  sentimento de  complexidade humana interpessoal (eu e os outros) e intrapessoal (eu e eu), contribuindo para  o desenvolvimento de um mecanismo metacognitivo interno de auto-regulação, capaz de se sobrepor a  pulsões inerentes à programação da vida humana: violência,  raiva, intolerância, ódio e  destruição; pulsões, estimuladas por    situações  de contrariedade da vida, por confrontos com as incertezas dos tempos e  por  erros de pensamento que apagam a complexidade da ação humana, reduzindo-a à dicotomia: o protagonista versus o antagonista (e.g. o herói vs o anti-herói).
Empathy is without question an important ability.It allows us to tune into how someone else is feeling,or what they might be thinking. Empathy allows us to understand the intentions of others, predict their behavior, and experience an emotion triggered by their emotion. In short, empathy allows us to interact effectively in the social world. It is also the “glue” of the social world, drawing us to help others and stopping us from hurting others." (Simon Boron Cohen e Sally Wheelwright “The Empathy Quotient”, in Journal of Autism and Developmental Disorders, Vol. 34, No. 2, April 2004 ).
Ao ativar o seu sentido-da-empatia, o aluno,  constrói um sentimento de compaixão e de humildade   sobre a complexidade da interação com os outros (interpessoalidade) e consigo mesmo (intrapessoalidade), compreendendo a importância de ajudar os outros, e não de magoar os-outros; na dimensão em que também compreende a importância de se ajudar, e de não se magoar a si mesmo; porque intui,  ora, como observador  ora, como observado;  da importância de colar aquilo que nunca se pode separar: a-unidade humana da diversidade humana, no profundo  entendimento de que   a unidade humana é o tesouro da diversidade humana e a diversidade humana é o tesouro da unidade humana (Edgar Morin, 2017).

A empatia é uma  importantíssima management soft skill  de-liderança,  valorizada em todos os sectores da atividade económica, governativa, cultural, social, computacional,  científica e ambiental, na medida em que liga o saber intangível, das competências inter e intra pessoais; com o saber tangível,   das competências técnicas (i.e. hard skills), transformando a diversidade humana em unidade de  valor diferenciador de um projeto, de um espetáculo, de uma invenção, de uma organização, de um produto, de um serviço, de um mercado, de um livro, de uma sociedade e de uma nação, potenciando a sustentabilidade do  progresso humano e dos recursos do planeta.

Ativar o  sentido da empatia, no aluno, é tomar nas mãos valores culturais humanos contemporâneos de transformação, inscritos na linguagem simbólica de José  Saramago  nomeadamente, na  obra o ensaio sobre a cegueira, como conhecimento cívico a passar às novas gerações para que se evitem  os riscos da-cegueira coletiva, derivada do erro da ilusão próprio da sintomatologia: "ver, não vendo" (Saramago,1995). Neste sentido, este projeto ensina o aluno  "a ver, sentindo" (to learn feelingly) algo que só se alcança desenvolvendo a consciência para o-sentido da empatia,  como atributo  intrínseco de colaboração entre o saber objetivo técnico e o saber subjetivo humanista que une  a unidade humana à diversidade humana, contribuindo-se assim,   para o desenvolvimento de  sociedades futuras que vendo, sentem a paz, a inclusão e a equidade, como valores de sustentabilidade para o desenvolvimento do progresso, face  à cegueira destrutiva do conflito, exploração e  desigualdade.

A empatia é, neste projeto, entendida como um sentido sensorial humano, ligado à capacidade de-sentir aquilo que os outros sentem, não podendo nunca estar dissociada da-mente, da qual depende a consciência e os sentimentos (A.Damásio, 2017). Deste modo, o objetivo último é "susciter une tête bien faite." (E.Morin,  1999)


FAQ: Como é que Principia HumanitatisORG consegue compreender se o aluno alcançou os objetivos definidos para cada  projeto? 

Todos os programas curriculares (e.g. #MyHub e #MyAvatar), desenvolvidos por Principia Humanitatis.ORG, incorporam a metodologia -  learning for evidence, em que a-evidência é  aquilo que dispensa de prova e é índice de si. Desta forma, a evidência é produzida pelo trabalho do aluno.

No programa #MyHUb, o aluno #MyHubJPP, no projeto #OmeuSentidoDaEmpatia, desenvolveu o seguinte trabalho:



"Construir"= reunir e dispor metodicamente as partes de um todo. "Riqueza"= abundância, prosperidade. Ao ligar  "a-ação", inerente à utilização do verbo construir, ao designativo  riqueza, o aluno, mostrou  que a prosperidade não está dependente de condicionantes externas, mas da qualidade interna  aplicada à construção da mente (i.e. o esforço individual de-construção da cabeça de cada um). O aluno #MyHubJPP, de uma forma extraordinária, conseguiu ativar o seu sentido da empatia para colar  a  sua experiência transdisciplinar (biográfica + académica), com a  diversidade do seu pensamento complexo, e criar sentimento de conhecimento (uma solução para o problema) sobre um tema humano transdisciplinar, na sua essência: a realidade do sofrimento, abandono e pobreza das crianças no mundo.

NOTA: A aula de implementação deste projeto, foi estranha: a internet não funcionou, a aula foi a primeira depois das férias do Natal e os alunos, desta turma, não tinham feito, na aula devida,  o trabalho deste projeto por falta de  tempo em calendário. No entanto, e apesar da ordem estranha da aula, os alunos conseguiram surpreender pela qualidade dos conteúdos  produzidos, efetivamente, verifica-se que há uma ordem para a emergência das coisas, que será ou não estranha, dependendo da perspetiva em que as consideramos (A.Damásio, 2017). 

FAQ: Como funciona a dinâmica de colaboração  com o(a) professor(a) na sala de aula? 

Principia Humanitatis.ORG, nutre um respeito imenso pelo património de saber do(a) professor(a) e pela sua autoridade na sala de aula. Neste projeto, #OMeuSentidoDaEmpatia, as professoras  de Cidadania e Desenvolvimento acompanharam os alunos, das respetivas turmas, e desenvolveram os seus próprios trabalhos (extraordinários!),  sobre o tema proposto,  na sala de aula, com os alunos - um ato de perfeita simbiose humana entre quem ensina e quem aprende que enriqueceu muito a experiência transdisciplinar do conhecimento dos alunos porque vendo, sentiram a empatia de quem ensina, cuida e transforma o sentimento-do-aprender .

Autora: professora Íris Abelho | Projeto #MyHub: O Meu Sentido da Empatia

Autora: professora Ana Mafalda Oliveira | Projeto #MyHub: O Meu Sentido da Empatia


Colour ✏️ + 1 White Sheet 📄 + Empathy 🌎❤️ = Progress Towards Meritocracy

We work for a common project: #DoGood4GreenCitizenshipDevelopment by boosting students' positivity (PEACE), ingenuity (INNOVATION) and responsibility towards problem solving (ENTREPRENEURSHIP).