Friday, 23 July 2021

BRANCA DE NEVE E A GUERRA MADRASTA MALVADA | RETHINKING SUSTAINABLE GOALS

SÉRIE -  RETHINKING SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
time-reading-barometer | 1 minute  52 seconds | 376 words

Tamíres tem uma filha pequena. filha pequena de cabelo negro branca-de-neve que a Tamíres tentava proteger da guerra. guerra madrasta malvada que não gostava da alegria das crianças. cabelo negro branca-de-neve que ficava  branco quando ia à rua. rua coberta de pó e de muco. muco peçonhento  que se colava aos sapatos. guerra madrasta malvada que consultava o espelho-mundo para perguntar se existia maior perfeição-mundo do que a sua destruição. espelho-mundo que respondia que a maior perfeição era a alegria das crianças mundo. guerra madrasta malvada que em vingança fazia explodir as entranhas do vulcão. vulcão-máquina guiado por homens feitos de barro que se escudavam em armas de destruição. armas de destruição que faziam evaporar mulheres e crianças asfixiando-as como sardinhas arrumadas em latas. armas usadas como brinquedos para  crianças. crianças que se assustavam com os barulhos das respostas das armas. respostas lançadas por artifícios   que falam sempre  mais alto. respostas que nunca ficavam sem-resposta. guerra madrasta malvada.   destruição que Tamíres amortecia com panos enrolados à volta da cabeça da filha. panos que pesavam. branca-de-neve disfarçada com panos à volta da cabeça para não ser apanhada pela madrasta malvada da guerra. guerra  madrasta  malvada que só iria parar quando a  alegria das crianças fosse história encantada. histórias encantadas  que Tamíres contava à filha para a distrair da fome. fome que fez Branca de Neve cair num sono longo. feitiço do sono que Tamíres quebrou com um beijo de mãe. guerra madrasta malvada que perguntou ao espelho-mundo se existia maior perfeição-mundo do que a sua destruição.  o amor de mãe, respondeu o espelho-mundo

#ODS1 + #ODS2 + #ODS3 + #ODS#4 + #ODS5 + #ODS 6 + #ODS7 + #ODS8 + #ODS9 + #ODS10 + #ODS11 + #ODS12 +#ODS13 + #ODS14 + #ODS15 #ODS16 + #ODS17  OBRIGADO, AO ALIMENTO   AMOR-DE-MÃE QUE SERÁ  SEMPRE MAIS FORTE DO QUE  QUALQUER  GUERRA MADRASTA MALVADA .