Tuesday, 19 April 2022

CEREJAS DO FUNDÃO | RETHINKING SUSTAINABLE GOALS

SÉRIE - RETHINKING SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
time-reading-barometer | 1 minutes 42 seconds | 340  words | updated 19april22
17steps@principiahumanitatis.org
amélia que ao apalpar a mama encontrou um pequeno caroço. caroço que a fazia  lembrar  das cerejas do fundão. cerejas do fundão que a amélia comia para depois cuspir o caroço para o chão. chão de terra fértil  que fazia crescer cerejeiras em flor antes do verão. caroço da mama que a amélia queria  ser  capaz de  cuspir com força também para o chão para que crescesse na terra certa.  cultura  da cerejeira que também era atacada por pragas  que enfraqueciam a colheita. colheita do sangue da Amélia que confirmava que o-caroço não era da qualidade do caroço da cereja do fundão. caroço que lhe tinha levado  a irmã, a mãe, a  avó.  a-seguir  seria ela. certeza  que a amélia recusava porque queria ver as cerejeiras em flor antes do próximo verão.  amélia atacada pela praga que de amiúde colhia vida  às mulheres. amélia que se observava ao espelho com uma tábua rasa  ao peito. amélia que não se conseguia imaginar tábua rasa. amélia que também não conseguia imaginar portugal  sem  as cerejas do fundão.  cerejas que também não imaginavam portugal sem o fundão. amélia que não imaginava a vida sem o sabor das cerejas do fundão   antes de cada verão. verão que tardava num inverno duro de roer. cerejeiras que choravam quando eram podadas. amélia que chorava quando se via ao espelho. geadas de dor que queimavam árvores em flor. primavera de cor que  trouxe a esperança  em flor. amélia que  voltou  a sentir o sabor das cerejas do fundão que tanto amava. alegria no coração. caroços de cereja do fundão que  a amélia cuspia com força para o chão para que crescessem na terra certa. "transforma-se o amador na cousa amada. por virtude de tanto imaginar. não tenho logo mais que desejar. pois em mim tenho a parte desejada", cantava amélia  (Camões) com a alma cheia de sabor à vida.

#ODS1 + #ODS2 + #ODS3 + #ODS#4 + #ODS5 + #ODS 6 + #ODS7 + #ODS8 + #ODS9 + #ODS10 + #ODS11 + #ODS12 +#ODS13 + #ODS14 + #ODS15 #ODS16 + #ODS17  OBRIGADA,  ÀS TERRAS DA BEIRA BAIXA  PELO SABOR DA ALEGRIA E BEM-ESTAR  QUE  ENTREGAM  A PORTUGAL.