Sunday, 19 December 2021

KUDOS PARA O PINGO DOCE | RETHINKING SUSTAINABLE GOALS

SÉRIE - RETHINKING SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
time-reading-barometer |1 minutes 24 seconds | 282 words


mãe!?? porque é que os animais Angus do Pingo Doce não tomam antibióticos e eu tenho de tomar?  perguntou o Martim à mãe. "porque tu tens uma otite, lembraste da dor de ouvidos que tinhas?" respondeu a mãe do Martim.  "mas, mãe!? também te deram um certificado de bem-estar como deram aos animais Angus do Pingo Doce?" perguntou o Martim. "que parvoíce é essa, Martim?", perguntou a mãe largando o trabalho que estava a fazer para verificar o que o Martim estava a ver na televisão. a mãe do Martim viu o anúncio da carne Angus do Pingo Doce onde se explicava como os animais eram tratados com respeito e sem antibióticos e por isso tinha-lhes sido entregue um certificado em bem-estar. "vês, mãe, eu tinha razão! o teu certificado da Cov1d também é um certificado em bem-estar?" perguntou o Martim. "não, meu querido, não é!", respondeu a mãe do Martim dando-lhe um abraço pela sua genialidade acutilante de pensamento. a mãe do Martim voltou para o trabalho ao computador, sem deixar de conseguir pensar na ironia orwelliana realizada: enquanto os Animais Angus da Quinta do Pingo Doce tinham uma alimentação cuidada e equilibrada. eram acompanhados diariamente por uma equipa de médicos que recorriam às mais recentes técnicas de maneio e prevenção de doença no sentido de reduzir o stress e promover saúde; tinham espaço adequado, com camas sempre secas e confortáveis, com controlo de temperatura para evitar stress térmico, com escovas de massagem que promovem uma boa circulação sanguínea e mantêm os animais limpos conduzindo assim ao relaxamento e ao enriquecimento ambiental - os Portugueses -  passavam fome;  ficavam todos os dias mais pobres  com uma taxa de inflação crescente; não sabiam se conseguiam manter o emprego; não sabiam se conseguiam manter o seu negócio pela inviabilidade económica das políticas  autocrático-sanitárias; não sabiam se conseguiam assegurar  uma cama limpa no amanhã para si nem para os seus filhos; não tinham acesso a cuidados de saúde; não eram  merecedores de uma política de saúde de prevenção de doença; eram obrigados a mostrar um passe de conformidade  sanitária pessoal (com validade)  para acederem à vida em sociedade que por direito lhes pertencia e eram diariamente sujeitos  a um stress absurdo e sem descanso provocado por campanhas de medo  divulgadas em modo subscribe-copy-paste pelos media. Kudos para o Pingo Doce!, desabafou  a mãe do Martim,  acrescentando à sua  lista de compras: " comprar bifes Angus  Pingo Doce".

#ODS1+ #ODS2 + #ODS3 + #ODS4 + #ODS5 + #ODS6 + #ODS7 + #ODS8 + #ODS9 #ODS10 + #ODS11 + #ODS12 + #ODS13 + #ODS14 + #ODS15 + #ODS16 + #ODS17    PEDIMOS DESCULPA POR EM PORTUGAL O BEM-ESTAR-DAS-PESSOAS NÃO SER UMA PRIORIDADE POLÍTICA, NEM CIENTÍFICA, NEM DE COMUNICAÇÃO DOS MEDIA. 

ODS = Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (17Steps4Sustainability).