Friday, 6 May 2022

A INFINITUDE DA IGNORÂNCIA-MUNDO EM UM CONTEXTO KNOW-IT-ALL | RETHINKING SUSTAINABLE GOALS

 RETHINKING SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
time-reading-barometer | 1 minute 49 seconds | 364 words | updated
17steps@principiahumanitatis.org

karl popper ao contar-nos sobre o caminho das suas ideias (quele caminho que o conduziu a uma busca inacabada[1])   começou por falar sobre os tempos em que se tornou (aos vinte anos) aprendiz de um velho mestre marceneiro de viena. talvez?!... com o propósito de nos ensinar que somos todos eternos-aprendizes-da-vida. na verdade karl popper nunca esteve interessando em explorar a-natureza da madeira mas a-natureza da pessoa humana através dos ensinamentos do seu mestre-marceneiro que lhe dizia: "vá, podes perguntar-me o que quiseres: eu sei tudo!". como é claro karl popper sabia que a atitude 'know-it-all' pertencia à  natureza do mundo  e não à natureza das árvores. foi deste modo que  karl popper  ao  trabalhar a madeira (e ao  transformá-la em secretárias) refletia sobre as questões da natureza-do-conhecimento-mundo.    mais tarde popper reconheceu que tinha aprendido mais sobre a teoria do conhecimento do mundo  com o seu mestre-marceneiro do que com qualquer outro dos seus professores:  ele tinha-lhe ensinado não apenas quão pouco ele sabia, como também que qualquer sabedoria que pudesse aspirar só poderia consistir em perceber mais completamente a infinitude da sua ignorância [1] .   só depois de abandonar o trabalho de mestre-escola karl popper  passou a ser filósofo-profissional.   ironicamente! a trabalhar sobre uma secretária de madeira   o problema que o preocupava: como trabalhar o conhecimento sem se transformar em know-it-all. para Karl Popper  a sua secretária de madeira  lembrava-lhe o que tinha aprendido com o seu mestre-marceneiro: que o seu trabalho de filósofo  consistia sobretudo em compreender completamente a infinitude da sua ignorância. hoje. falta ao mundo  compreender a infinitude da sua ignorância-mundo sobretudo!!! em um contexto know-it-all. obrigada, karl popper.
__________________________________________________
[1] Busca Inacabada, Karl Popper, Esfera do Caos, 1, pp 19, 20.

#ODS1 + #ODS2 + #ODS3 + #ODS#4 + #ODS5 + #ODS 6 + #ODS7 + #ODS8 + #ODS9 + #ODS10 + #ODS11 + #ODS12 +#ODS13 + #ODS14 + #ODS15 #ODS16 + #ODS17 PEDIMOS DESCULPA ÀS NOVAS GERAÇÕES PELA INFINITUDE DA INGNORÂNCIA-MUNDO EM UM  CONTEXTO KNOW-IT-ALL .